quarta-feira, 28 de março de 2012

O Guarda do Zoo



Adorei este filme, é uma comédia fresca, tem animais a falar, tem uma história super engraçada e foi bem editado.

Vi o filme em DVD, na versão original, pois odeio filmes dobrados em imagem real. "O Guarda do Zoo" é um filme para toda a família, é uma fábula nos termos em que temos animais falantes, tem cenas que nos fazem rir (e muito), as cenas em que os animais estão em ação estão excelentemente bem feitas e é um filme simples.

Apesar de ser mais para crianças este filme tem uma mensagem para todos, apenas temos de ser nós próprios e não precisamos de mudar o que há em nós, podemos sim melhorar.

"O Guarda do Zoo" (título português) ou "Zookeeper" é um filme de 2011 com realização de Frank Coraci e argumento de Nick Bakay.
No elenco estão presentes Kevin James, Rosario Dawson, Leslie Bibb, Ken Jeong e Nat Faxon, entre outros. Entre os atores e atrizes que dão as vozes aos animais deste filme temos Nick Nolte, Adam Sandler, Sylvester Stalone, Cher, Maya Rudolph, entre outros.

No fim do filme temos um momento musical com os animais do filme, bloopers e cenas cortadas. Nos extras do DVD temos entrevistas, trailers e cenas cortadas. As cenas onde as cenas dos animais são feitas por duplos ou por computador estão bem montadas e editadas, quase não dá para se perceber que são imagens feitas.

Adoro a ideia de os animais falarem connosco, pois seria engraçado que eles falassem como nós. É um filme para toda a família, tem uma história descontraída e está simplesmente excelente.

Vejam "O Guarda do Zoo" pois é um filme simples e excelente.



5*

segunda-feira, 26 de março de 2012

Lobos de Arga




É uma comédia de terror excelente, fartei-me de rir mas também tive medo. É um filme espanhol cheio de ação, lobisomens, terror, sangue e comédia. Está sem dúvida excelente, adorei.

Tudo começa quando Tomás Mariño (Gorka Otxoa) volta a Arga, a sua terra de infância, para escrever o seu novo livro, mas algo de terrível acontece. Este é mais um filme espanhol a dar cartas no cinema fantástico. Um filme que nos fala de maldições, superstições e lendas.

É simplesmente genial, tem suspense e vai um bocado na onde de "Bem-vindo a Zombieland", apesar da história ser completamente diferente.

Tomás conta com a ajuda de Calixto (Carlos Areces) e Mario (Secun de la Rosa), tem várias reviravoltas e tem um final no mínimo inesperado.

"Lobos de Arga" é um filme de 2011 com realização e argumento de Juan Martínez Moreno e conta no elenco com Gorka Otxoa, Carlos Areces, Mabel Rivera, Secun de la Rosa, Luis Zahera e Manuel Manquiña, entre outros.

Eu vi este filme no Cinema São Jorge no último dia do Syfy Fest 3ª Mostra de Cinema Fantástico, onde estavam presentes Juan Martínez Moreno e Gorka Otxoa, com quem estive à conversa e recebi um autógrafo de cada.

Ria e grite com esta comédia de terror, veja "Lobos de Arga".



5*

Stake Land



É um filme excelente, mostra-nos um mundo cheio de criaturas maléficas, um mundo onde os humanos já não são a raça dominante e é um filme cheio de ação e terror. Mostra-nos vampiros que mais parecem zombies, pois andam como zombies e matam como vampiros, são umas bestas completas.

"Stake Land" conta a história de Mister (Nick Damici) um caçador de vampiros que ajuda um jovem órfão, chamado Martin (Connor Paolo), a sobreviver a este novo mundo. Além dos vampiros existe a Irmandade, uma seita religiosa, existem pessoas más e existem canibais. É um mundo onde todos tentam sobreviver, onde tudo é perigoso e a esperança é a última a morrer.

"Stake Land" é um filme de 2010, realizado por Jim Mickle e argumento do mesmo e de Nick Damici. O filme conta no elenco com Connor Paolo, Nick Damici, Kelly McGillis, Michael Cerveris, Danielle Harris, Sean Nelson e Bonnie Denninson, entre outros.

Veja este excelente filme, veja "Stake Land".



5*

domingo, 25 de março de 2012

Hell



É simplesmente excelente, é um filme que nos mostra o que poderá acontecer se houver uma tempestade solar, é um filme que nos mostra um mundo pós-apocalíptico, é simplesmente genial e é brilhante como diz o título, pois para quem não sabe hell em alemão signfica luz e brilho.

Mostra-nos a história de quatro pessoas que tentam sobreviver a este novo mundo e que tentam não cair nas garras do que há de mau, mostra que ninguém é o que parece ser, para mim tem um bocado de "O Livro de Eli", mas é completamente diferente. Este filme mostra as mudanças que a humanidade sofreu, o que estamos dispostos a fazer para sobreviver e mostra um mundo onde precisamos de água e comida para sobreviver, coisas que estão praticamente acabadas.

"Hell" é um filme de 2011, com realização de Tim Fehlbaum, com argumento de Oliver Kahl, Thomas Woebke e Tim Fehlbaum e tem Roland Emmerich, realizador de "2012", como um dos produtores.

Este filme conta no elenco principal com Hannah Herzsprung, Stipe Erceg, Lars Eidinger e Lisa Vicari. "Hell" foi o filme vencedor do Fantasporto 2012.

Mostra-nos uma Terra que sofreu com várias tempestades solares, mostra-nos um aterrador ano de 2016, é pura ficção científica, tem algum terror pois sentimo-nos na pele das personagens e dizemos quase para o ecrã 'corre, foge daí'. É simplesmente excelente.

Veja este filme, está completamente fantástico e genial.



5*

sábado, 24 de março de 2012

Atrocious



Assustador, põe-nos nervosos, prende-nos até ao fim, muito bom e está muito bem feito. Mas tem partes secantes e outras partes que são parolas.

"Atrocious" tem uma boa história e tem um dos melhores finais que já vi em tempos, pois eu não esperava um final assim, para mim foi um final surpreendente e inesperado.

Este filme conta-nos a história de dois irmãos que tentam descubrir lendas e mitos urbanos, mas acabam por se envolver de mais.

O filme foi gravado em falso documentário, os novos filmes 'found footage', colocando-nos nervosos pois parece que estamos no local. É um filme que apesar de não estar excelente, está muito bom.

"Atrocious" é um filme de 2010, com realização e argumento de Fernando Barreda Luna e com Cristian Valencia, Clara Moraleda, Chus Pereiro e Sergi Martin nos principais papéis.

Vejam este filme, pois está muito bom.



4*

Hobo with a Shotgun



É um bom filme, mostra-nos uma cidade dominada por um ditador e mostra a violência e o crime que há nela. Gosto da ideia da história, que nos fala sobre um vagabundo que combate os 'donos' da cidade, os polícias corruptos, os pedófilos, os sedentos por violência e o que de lixo esta cidade tem, tudo com a ajuda de uma espingarda.

"Hobo with a Shotgun" é um filme canadiano de 2011 e tem traços e tendências de Quentin Tarantino e de Robert Rodriguez. Este filme tem Jason Eisener como realizador e tem o seu argumento a cargo do mesmo e de John Davies e Rob Cotterill.

Este filme conta no principal elenco com o grande Rutger Hauer no papel de Hobo, o vagabundo. No elenco temos ainda os nomes de Brian Downey, Gregory Smith, Nick Bateman e Molly Dunsworth.

É um filme interessante, mas que tem muito sangue e muita violência. Tem algumas cenas que chegam a ser nojentas, tem cenas bem montadas e gostei do final. Vejam, pois apesar de muita violência é um bom filme.


3*

Hóspedes Indesejados

 


Excelente, excelente, excelente, não me canso de dizer o quão fantástico e brutal é este filme. Tem uma história excelente, um bom elenco e mistura na perfeição risos com sustos.

"The Innkeepers", título original, tem realização de Ti West e conta com Sara Paxton, Pat Healy e Kelly McGillis nos principais papéis, a completar o elenco estão Alison Bartlett, Jake Ryan, Lena Dunham, George Riddle e Brenda Cooney.

É um filme que nos faz rir algumas vezes, que nos faz tremer e que nos prega valentes sustos. É um thriller intenso, salte da cadeira e prenda-se na história. O filme tem um final arrebatador, aguente até ao último minuto, é excelente sem dúvida. "The Innkeepers" é um dos melhores filmes de terror que vi nos últimos tempos, veja e tenha um bom filme.

A Sara Paxton aparece neste filme com um cabelo mais curto e com uma imagem mais madura, teve um bom desempenho no filme. Amei a ideia de o filme estar dividido em capítulos, adorei a banda sonora e adorei o hotel pois é assustador.

Esta história mostra-nos os últimos dias do Yankee Pedlar Inn Hotel, mostra-nos a determinação dos dois funcionários em encontrar espíritos no hotel para este não fechar e mostra-nos um hotel sem vida, mas com muita vida ao mesmo tempo.

Claire (Sara Paxton) e Luke (Pat Healy) além de procurarem espíritos têm também de agradar a Leanne Rease-Jones (Kelly McGillis) e Gayle (Alison Bartlett) que estão hospedadas no hotel.
Sem dúvida excelente, vejam.



5*

Mutter


Esta curta-metragem é simplesmente brutal, excelente, espetacular, maravilhosa e impressionante. Tem uma história excelente, é um thriller de ação e tem algum terror.

"Mutter" partiu de uma adaptação da banda desenhada "Y: The Last Man" e traz-nos um futuro onde humanos e clones disputam o poder e a vida.

A história gira em torno da Dr.ª Teresa (Anabela Teixeira), que procura dar à luz o seu filho numa clínica de investigação. Esta é acompanhada pelo seu assistente (Welket Bungué) ambos procuram esconder o nascimento por ser proibido por lei, eles infiltram-se na clínica onde encontram o investigador Dr. Pedro (Francisco Areosa) que recusa participar naquela loucura. Será que Teresa conseguirá dar à luz? Descubra vendo esta curta-metragem.

"Mutter" é uma curta com o símbolo da Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias, é realizado por Rafael Antunes e Tony Costa, o argumento adaptado está a cargo de André Agustinho, António Júlio Duarte, Rafael Antunes e Tony Costa.

A curta tem um final arrebatador e excelente, é mesmo excelente. Vejam este "Mutter".



5*

sexta-feira, 23 de março de 2012

Quadro Branco


É uma curta-metragem também da Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias, tem uma história engraçada e gostei muito de ver este pequeno filme.

"Quadro Branco" tem no elenco Anna Carvalho, Ana Catarina Afonso, Filipe Cochofel, Diogo Rebelo e Leonor Buescu. Esta curta foi realizada por Carolina Catrola e Tatiana Saavedra, tem produção de Mariana Andrade e tem a banda sonora a cargo de João Monteiro e Joana Santos.

O melhor do filme é a ideia de uma criança ser um ditador, o guarda-roupa, que está muito bom, e a banda sonora. O que mais me arrepiou foi a cena do olho. Vejam que esta curta está muito boa.



4*

segunda-feira, 19 de março de 2012

A Estrela Mais Brilhante


Esta é a primeira curta-metragem que crítico e classifico, mas faço-o com muito gosto pois conheço a Joana Santos, realizadora deste pequeno grande filme. Para além da Joana, a realização está também a cargo de André Matos, ambos estudantes da Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias (a minha universidade).

A história de "A Estrela Mais Brilhante" fala sobre a perca de um ente querido e a vontade de o trazer de volta e fala da ideia de não desistir, o que é excelente. A história é comovente, excelente e como diz o título é brilhante. Este filme é uma estrela, que brilha em Portugal.

No elenco Miguel Mestre e Ruben Tiago sãos os atores principais, adorei o argumento e gostei muito de a história ser passada no passado, especialmente na época da primeira ida à Lua. Uma história sobre a procura de algo que não volta mais e a luta pela ausência de um ser muito amado.

Alguém no Cinema São Jorge comentou que tem uma história "fofinha" e concordo, pois é comovente e deliciosa. Vejam esta curta que bem poderia ser uma longa.

5*

Dictado


Um filme arrepiante que nos faz pensar, uma história perturbante e assustadora. Um thriller intenso que demonstra que os monstros podem ser qualquer um, está muito bom, é um filme que vai ficar na memória.

"Dictado" é um filme espanhol de 2012, realizado por Antonio Chavarrías e com argumento do mesmo e de Sergi Belbel. O filme vai sendo construído com flashbacks do passado e com cenas do presente, tem uma história que nos prende e que nos mete medo, não pelos sustos mas mais pelo terror psicológico.

No elenco temos os nomes de Juan Diego Botto, Bárbara Lennie, Mágica Pérez, Marc Rodríguez, Cristina Azofra, Adrián Bermúdez, Pedro Muiño e Nora Navas. Por enquanto não há trailer legendado, nem poster português do filme pois este foi apresentado no Syfy Fest deste ano.

O mais assustador do filme é a música que a criança canta, que fica na nossa cabeça, sendo quase tão assustadora como a música do Freddy Krueger. É um filme intenso, tocante e está, sem dúvida, muito bom.

Vejam.



4*

sexta-feira, 9 de março de 2012

O Despertar das Trevas


Este filme é mais um dos filmes de terror que têm saído em género de falso documentário, estando incluído no género ‘found footage’, um novo género de filmes. Mas é o primeiro filme de terror inserido neste género que fala sobre o exorcismo.

“O Despertar das Trevas” começa muito morno, mas vai aquecendo, mexe com o nervosismo do espectador e faz-nos pensar. O filme prega-nos sustos, está bem montado e tem um elenco bom, apesar de amador.

Basicamente é um filme que nos põe os nervos à flor da pele, pois trata de um tema peculiar e dá-nos voltas ao cérebro. O filme está bom, tem uma boa história e um bom ritmo.

Em ação de promoção do filme a MTV na antestreia deste colocou seis homens mascarados de padre na sala de cinema, o que intimida um bocado. Eu pensei que eles iriam pregar alguma partida ao público mas não, apesar de a sua presença ser um bocado constrangedora.

Se conseguir resistir até ao fim do filme, não saia da sala sem ver os créditos finais pois têm uma surpresa. Aguarde mesmo até ao fim.

“The Devil Inside”, título original, é um filme de 2012 que conta com realização, argumento e edição de William Brent Bell. No elenco principal temos Simon Quarterman, Suzan Crowley, Evan Helmuth, Ionut Grama e Fernanda Andrade, que é uma atriz de nacionalidade brasileira.

Em 1989, o serviço de emergência recebeu uma chamada de Maria Rossi (Suzan Crowley) a confessar que tinha morto três pessoas. 20 anos depois, a sua filha Isabella (Fernanda Andrade) procura respostas para o que aconteceu naquela noite.

O que será que se passou nessa noite? Descubra vendo “O Despertar das Trevas”. É um filme que trata de assuntos da religião, da ciência e da humanidade. Está bom o filme, veja.



3*