sexta-feira, 30 de novembro de 2012

Tucker & Dale Contra o Mal



Tudo começa com um mal-entendido: Tucker (Alan Tudyk) e Dale (Tyler Labine), dois homens do campo inofensivos, que devido a variadas peripécias são confundidos com psicopatas. A partir daqui vários imprevistos se irão suceder com o grupo de universitários que os confundiu.

"Tucker & Dale Contra o Mal", título nacional, é um filme inovador. Junta perfeitamente terror e comédia, tal como "Bem-vindo a Zombieland" o faz. As mortes que vão acontecendo não são o que parecem ser e nós espetadores conseguimos perceber isso, ao mesmo tempo que nos rimos devido a algumas serem absurdas.

A meu ver uma das mensagens do filme é que as aparências iludem pois "Tucker and Dale vs Evil", título original, vive delas. A história dá-nos a entender que devemos lutar pelo que queremos, como exemplo, mostra que não podemos ser pessimistas. O filme demonstra ainda que temos de arriscar no amor.

O filme não é excelente pois tem falhas e deixa algumas pontas soltas, mas o importante é que entretém. Uma história fresca que nos faz rir do início ao fim, aconselho. O terror e horror presentes no filme são também uma das suas coisas positivas.

"Tucker & Dale Contra o Mal" é um filme de 2010, mas no nosso país apenas estreou a 12 de janeiro deste ano. É realizado por Eli Craig e tem o seu argumento a cargo deste e de Morgan Jurgenson. No elenco estão Tyler Labine, Alan Tudyk, Katrina Bowden, Philip Granger e Jesse Moss de "O Último Destino 3".

Não vou acrescentar muito mais, pois iria desvendar alguns spoilers. Este é um filme que me surpreendeu, não esperava que fosse tão bom como é.



4*

segunda-feira, 26 de novembro de 2012

Uma Outra Educação



"Uma Outra Educação" (título nacional) conta-nos a história de Jenny Mellor (Carey Mulligan), uma excelente aluna que está indecisa entre ir estudar para Oxford ou seguir uma alternativa proposta por um homem mais velho vivendo assim a vida.

Passado num período pós-guerra, o filme oferece-nos uma boa caraterização da época e dos locais onde é passado. A história leva-nos até Londres e Paris, bem caraterizadas e com belas paisagens. Saliento estes aspetos, pois são uma mais-valia ao filme.

Gostei muito da história e pode ser interpretada como uma lição de vida, mostrando bem a passagem da adolescência para a vida adulta. Carey Mulligan é a preciosidade do filme oferecendo-nos um excelente desempenho, que nos mostra bem um lado inocente e desprotegido e um lado maduro e um pouco rebelde. A personagem de Peter Sarsgaard também está bem desempenhada, fazendo um bom par com a protagonista.

O amor não escolhe idades e a química entre Jenny (Mulligan) e David Goldman (Sarsgaard) é bem visível. O filme fez com que torcesse por este casal e quando se deu a grande reviravolta da história fiquei chocado, para mim um dos melhores twists que já vi.

"An Education" (título original) não está perfeito e tem algumas falhas, penso que poderíamos ter descoberto mais de outras personagens como é o caso de Miss Stubs (Olivia Williams). Também gostei da química entre Danny (Dominic Cooper) e Helen (Rosamun Pike), pois o espetador consegue perceber que a relação destas duas pessoas é uma questão de interesse, não demonstrando muito amor e afetos.

Cara Seymor, Matthew Beard e Emma Thompson também têm algum relevo na história. Por fim, queria dizer que gostei muito do desenrolar da história. É um filme que recomendo e agradeço aos canais TVCine terem estado descodificados, dando-me uma hipótese de ver o filme.

"Uma Outra Educação" é baseado nas memórias da jornalista Lynn Barber, foi realizado por Lone Scherfig e tem o seu argumento a cargo de Nick Hornby. É ainda de frisar que foi nomeado a três Óscares: Melhor Filme, Melhor Atriz Principal e Melhor Argumento Adaptado.



4*

terça-feira, 20 de novembro de 2012

J. Edgar



A meu ver este é um filme muito interessante, que nos conta a história de J. Edgar Hoover o primeiro diretor do Federal Bureau of Investigation (FBI). Baseado em factos verídicos o filme leva-nos então a conhecer não só a história deste homem, mas também a história do FBI e das pessoas que rodeavam o seu primeiro diretor.

"J. Edgar" é um filme que no meu ponto de vista pode ser visto numa aula de História, pois seria um benefício para os alunos. Apesar de ser um pouco monótono esta película leva-nos a conhecer variadas coisas para além da história do FBI, pois fala-nos do mundo e dos Estados Unidos da América e mostra-nos como era aquela época.

Achei interessante a história ser contada por um J. Edgar envelhecido e nos ser mostrada através de longos flashbacks, que eram bem colocados nas sequências. Destaco o desempenho de Leonardo DiCaprio, que a meu ver está mesmo muito bom e mostra mais uma vez que este ator tem talento.

Destaco ainda a brilhante caracterização das personagens, principalmente do trio de protagonistas composto por Leonardo DiCaprio, Armie Hammer e Naomi Watts que está irreconhecível. "J. Edgar" oferece-nos excelentes desempenhos por parte dos atores principais mas podemos contar também com um elenco secundário com boas representações, que é o caso de Judi Dench, Christopher Shyer e Jeffrey Donovan.

Na minha opinião o uso de imagens reais, a preto e branco, é muito interessante. A ideia de conhecermos o passado do FBI para mim é excelente, pois é um interesse meu e gostei de conhecer parte da sua história. Para quem vê a série "Mentes Criminosas", que a meu ver é muito boa, percebe as diferenças do FBI entre a época do filme "J. Edgar" e a época atual.

"J. Edgar" é um filme de 2011 e é realizado por Clint Eastwood, que segundo o meu ponto de vista nos ofereceu um filme bem realizado. O filme tem Dustin Lance Black como argumentista e conta ainda com Ed Westwick, Josh Lucas, Denis O'Hare, Damon Herriman e Roberta Bassin, entre outros.



4*

sexta-feira, 9 de novembro de 2012

Atividade Paranormal 4



Este filme passa-se cinco anos depois do desaparecimento de Katie (Katie Featherston) e Hunter, onde descobriremos o que lhes aconteceu. Em "Atividade Paranormal 4", título nacional, dá-nos a conhecer uma nova família, aparentemente sem ligação aos outros filmes da saga. Esta história leva-nos a testemunhar estranhos acontecimentos na casa de Alex (Kathryn Newton).

"Atividade Paranormal 3" mostrou-se como uma prequela de "Actividade Paranormal" e "Actividade Paranormal 2", mas este novo filme é uma sequela, sendo passado em 2011.

"Paranormal Activity 4", título original, está excelente e deixa-nos de nervos em franja. Este filme tem alguns momentos mais chill out, mas continua a ter momentos tensos e arrepiantes que a saga já nos tem habituado. Com bons sustos e com muito suspense deixamo-nos levar pela história, o que nos faz saltar da cadeira em variados momentos.

Achei brilhante a ideia do uso das novas tecnologias como os computadores portáteis e a Xbox, que na minha opinião nos ofereceram novas maneiras de ver o filme. O uso da consola dá-nos também momentos de suspense, pois conseguimos ver mais coisas com a visão noturna ligada.

"Paranormal Activity 4" tem personagens assustadoras, que é o caso de Robbie (Brady Allen). Também Katie está mais assustadora do que já a conhecíamos dos outros filmes e com um aspeto mais velho. No elenco destaco também o desempenho de Kathryn Newton, que mostrou que pode vir a ser uma promissora atriz.

Nesta película há um twist que eu não esperava, o que me agradou. Descobrimos algumas coisas, mas falta ainda saber mais. É como montar um puzzle, sabemos tudo a seu tempo, pois alguns dos mistérios só devem ser descobertos em "Paranormal Activity 5", já confirmado.

Todo a história está repleta de suspense, mas os últimos momentos do filme são de tirar o fôlego. A meu ver a última sequência antes dos créditos dá-nos a perceber que haverá um quinto filme e a cena depois dos créditos leva-nos a perceber que haverá um spin-off latino, que também já foi confirmado.

Este filme foi realizado em 2012 por Henry Joost e Ariel Schulman, realizadores do terceiro filme da saga. "Atividade Paranormal 4" conta com Chad Feehan e Christopher Landon como argumentistas e Oren Peli como um dos produtores. No elenco contamos com Katie Featherston, Kathryn Newton, Matt Shively, Stephen Dunham, Brady Allen, Alexondra Lee e Aiden Lovekamp, entre outros. Por fim acabo a minha análise recomendando este filme, vejam pois é excelente.


5*