quinta-feira, 30 de maio de 2013

O Guarda



"O Guarda" é um filme sem pés nem cabeça, não tem nexo e é um dos piores filmes que já vi.

O filme está classificado como comédia, contudo não tem piada nenhuma. Quase todas as cenas supostamente cómicas são absurdas, secas ou desnecessárias, algumas delas chegam mesmo a ser ofensivas.

"The Guard" é o pior filme estreado este ano em Portugal, é muito mau e com certeza que não o irei rever tão depressa.

"Catch .44 Tiro Certeiro" que também é um mau filme, a meu ver, consegue ser um pouquinho melhor do que "O Guarda".

"The Guard", que estreou no nosso país a 16 de maio, tem diálogos toscos e enfadonhos.

O elenco é conhecido, mas fez um mau trabalho. Nem o desempenho de Don Cheadle conseguiu safar "The Guardian" da mediocridade, também Brendan Gleeson e Rory Keenan não brilharam com as suas interpretações.

Este é um filme para esquecer, pois é uma seca e a pouca história que tem é má. O menos mau da película são os momentos finais desta, pois ao menos oferece-nos alguma ação.

"O Guarda" é um filme de 2011 com argumento e realização a cargo de John Michael McDonagh e no seu elenco podemos contar com Brendan Gleeson, Don Cheadle, Rory Keenan, Laurence Kinlan, Mícheál Óg Lane, Liam Cunningham, Mark Strong, David Wilmot, Fionnula Flanagan, Katarina Cas e Dominique McElligott, entre outros.



1*

terça-feira, 28 de maio de 2013

Rango



"Rango" é sem dúvida um dos melhores filmes de animação que vi nos últimos tempos tendo um bom argumento, comédia, bons gráficos e uma mensagem muito importante.

"Rango"é feito de peripécias, de aventura, de momentos cómicos e hilariantes. Os personagens estão deveras realistas e tecnicamente bem construídos. O elenco foi também bem escolhido para as vozes, principalmente o personagem principal que tem a voz de Johnny Depp.

Johnny Depp é o melhor do filme, ele dá vida ao seu personagem e trespassa isso para o espetador. Por momentos parece que não é o desenho animado no filme mas sim o ator, devido aos seus trejeitos e à sua voz inconfundível.

"Rango" oferece-nos ainda as vozes de Isla Fisher, Abigail Breslin e Bill Nighy. Para mim as melhores cenas do filme foram a do desfiladeiro, a do falcão e a cena inicial.

A mensagem do filme faz o espetador refletir sobre a desertificação e a falta de água no mundo, uma mensagem bem colocada e a meu ver importante.

"Rango" é um filme com realização de Gore Verbinski e argumento de John Logan, tendo a banda sonora a cargo do excelente Hans Zimmer. No filme podemos ouvir as vozes de Johnny Depp, Isla Fisher, Abigail Breslin, Ned Beatty, Bill Nighy, Alfred Molina, Claudia Black e Timothy Olyphant, entre outras.



4*

domingo, 26 de maio de 2013

Só Precisamos de Amor



"Só Precisamos de Amor" (título nacional) é um dos melhores filmes que vi em 2013, adorei a história e a meu ver tem um argumento muito bom. É um filme deveras realista, com algumas cenas doces e outras amargas...

Uma das melhores coisas de "Den Skaldede Frisør" (título original) é a excelente química entre Ida (Trine Dyrholm) e Philip (Pierce Brosnan), tendo sido perfeitamente desenvolvida e demonstrada.

O desempenho de Trine Dyrholm está perfeito e a atriz encarnou a sua personagem de uma maneira excelente, gostei muito dos seus momentos em cena. Pierce Brosnan tem também uma boa interpretação, tal como Molly Blixt Egelind, Sebastian Jessen, Micky Skeel Hansen, Frederikke Thomassen e Paprika Steen.

"Den Skaldede Frisør" oferece-nos belas paisagens italianas, comédia e algum drama. Este é um dos filmes onde os twists e clichés estão muito bem colocados, tornado a sua história mais surpreendente para nós espetadores.

O ponto menos bom deste filme estreado em Portugal a 09 de maio é o seu final. A meu ver este é um pouco abrupto, esperava que nos últimos momentos do filme soubéssemos o rumo de Ida.

Esta é uma história que merece ser vista, que nos fala de amor, de saúde e da vida. Para mim este filme é excelente, aconselho-vos a verem.

"Só Precisamos de Amor" é um filme de 2012, com realização a cargo de Susanne Bier e argumento de Anders Thomas Jensen.

No elenco contamos com Trine Dyrholm, Pierce Brosnan, Sebastian Jessen, Molly Blixt Egelind, Micky Skeel Hansen, Frederikke Thomassen, Ciro Petrone, Marco D'Amore, Kim Bodnia, Christiane Schaumburg-Müller e Paprika Steen, entre outros.



5*

quinta-feira, 23 de maio de 2013

Os Miúdos Estão Bem



"Os Miúdos Estão Bem" não é um grande filme, mas tem uma história interessante e um bom argumento juntando bem comédia e drama.

A química entre Annette Bening e Julianne Moore não é das melhores, estando mesmo um pouco forçada e plástica. "The Kids Are All Right" oferece-nos ainda um desempenho forçoso por parte de Mark Ruffalo, que a meu ver é um dos pontos negativos do filme.

Por outro lado as interpretações de Mia Wasikowska, Josh Hutcherson e Zosia Mamet estão muito bem conseguidas, demonstrando que estes jovens têm talento. Gostei também de alguns momentos cómicos da história e de algumas músicas presentes nela. Resumidamente "The Kids Are All Right" fala de amor e da vida de casado abrangendo não só os casais homossexuais como o do filme, mas também os casais heterossexuais.

"Os Miúdos Estão Bem" é um filme de 2010, dirigido por Lisa Cholodenko e com argumento a cargo da realizadora e de Stuart Blumberg. No elenco podemos contar com Julianne Moore, Annette Bening, Mark Ruffalo, Mia Wasikowska, Josh Hutcherson, Zosia Mamet, Kunal Sharma, Joaquín Garrido e Yaya Alafia, entre outros.



3*

terça-feira, 21 de maio de 2013

Fogo Contra Fogo



Apesar de nos Estados Unidos da América ter apenas saído para vídeo, "Fogo Contra Fogo" (título nacional) estreou em Portugal a 02 de maio e oferece-nos um bom elenco e um argumento muito bem conseguido.

"Fire With Fire" (título original) surpreendeu-me positivamente, pois eu pensava que por não ter estreado nos cinemas norte-americanos e pela sua cotação no IMDb seria um mau filme. Contudo a sua história está muito bem conseguida, resumidamente gostei muito da película.

O que menos gostei em "Fire With Fire" é de haver cenas com demasiada violência, mas o filme não existiria sem elas. Gostei muito da química entre Josh Duhamel e Rosario Dawson e do desempenho desta dupla, Bruce Willis tem aqui uma participação bem conseguida. Este é um filme repleto de ação e aventura, recomendo que o vejam.

"Fogo Contra Fogo" é um filme de 2012, com realização de David Barrett e argumento de Tom O'Connor. No elenco podemos contar com Josh Duhamel, Bruce Willis, Rosario Dawson, Richard Schiff, Vincent D'Onofrio, Curtis '50 Cent' Jackson e Bonnie Somerville, entre outros.



4*

terça-feira, 14 de maio de 2013

Psico



Este é provavelmente o primeiro filme a preto e branco que vejo na sua totalidade, contudo isso não me impediu de adorar a história de "Psico". Prefiro filmes a cores, pois estes têm mais vida.

"Psycho" está muito bem construído, tem uma realização extremamente bem conseguida a cargo de Alfred Hitchcock e está repleto de suspense. O filme em si tem terror, tensão, medo e prende-nos até ao seu final.

Gostei muito da banda sonora usada em algumas cenas, mas noutras o uso de música é um pouco irritante e exagerado. Também me agradou o que fizeram nos créditos iniciais de "Psycho".

A casa e o motel de Norman Bates (Anthony Perkins) metem respeito, a voz da mãe deste é assustadora e a sequência da libertação do corpo deixou-me agarrado ao ecrã devido ao clima de tensão presente nesta cena.

Janet Leigh esteve muito bem como Marion Crane e o que aconteceu à sua personagem, a meu ver, foi karma. Adorei a cena do chuveiro pois está quase perfeita, dando ao espetador momentos de verdadeiro terror e suspense.

Anthony Perkins brilhou como Norman Bates um personagem com atitudes peculiares, aparentemente inofensivo e que fora dominado pela sua mãe Norma Bates. A sua melhor cena foi a final, que termina com o olhar de psicopata de Norman.

"Psico" faz-nos pensar devido a variadas coisas, mas principalmente sobre o transtorno dissociativo de personalidade presente em Norman Bates.

"Hitchcock", filme estreado este ano nos cinemas, leva-nos aos bastidores de "Psycho" e recomendo que o vejam pois está muito bom. Recomendo também a série "Bates Motel" que nos leva à adolescência de Norman Bates, aqui desempenhado por Freddie Highmore.

"Bates Motel" revela como Norman se iniciou na taxidermia, atividade presente em "Pshyco". Esta primeira temporada mostra também a relação deste com a sua mãe Norma Bates, na série interpretada por Vera Farmiga.

"Psico" é um filme de 1960 realizado por Alfred Hitchcock, com argumento de Joseph Stefano e baseado no livro homónimo de Robert Bloch. No elenco estão presentes Anthony Perkins, Janet Leigh, John Gavin, Vera Miles, Martin Balsam, John McIntire, Simon Oakland, Patricia Hitchcock, Vaughn Taylor, Frank Albertson e Lurene Tuttle, entre outros.

Em resumo, "Psico" é um clássico e está excelente, portanto recomendo vivamente que vejam este filme.



5*

sexta-feira, 3 de maio de 2013

Fintar o Amor



A história deste filme estreado em Portugal a 25 de abril é boa, "Fintar o Amor" mistura bem comédia e drama contudo está repleto de clichês. Um dos temas nesta película é o divórcio e é o que dá algum drama à história, resumindo este é um bom filme.

Apesar dos imensos clichês "Playing for Keeps" necessita deles para existir, pois alguns destes clichês são fundamentais. O filme é um pouco previsível, mas o que noto de menos bom dele são ser longo de mais e o mau desempenho de Denis Quaid.

A meu ver, Denis Quaid está melhor na série "Vegas" no que neste filme e o seu personagem também não ajuda, pois é o pior disto tudo. Por outro lado adorei o desempenho de Jessica Biel, Gerard Butler e Noah Lomax e que quando estão os três em cena têm uma química muito bem conseguida.

Em "Playing for Keeps" gostei do pequeno destaque que deram a um clube de futebol português, nomeadamente o Futebol Clube do Porto. Gostei do lado cómico e um pouco lunático do filme e de Iqbal Theba da excelente série "Glee" participar no filme.

"Fintar o Amor" é um filme de 2012 com realização de Gabriele Muccino e argumento de Robbie Fox. No elenco podemos contar com Gerard Butler, Jessica Biel, Noah Lomax, Dennis Quaid, Uma Thurman, Catherine Zeta-Jones, James Tupper, Iqbal Theba, Marlena Lerner e Judy Greer, entre outros.



3*