sexta-feira, 28 de junho de 2013

Quarteto



Na minha opinião este filme tem uma história muito divertida, tendo um toque de drama e muita música à mistura. "Quarteto" merece ser visto, oferecendo um argumento bem constituído e coerente.

Gostei muito da cena em que o personagem Reginald Paget (Tom Courtenay) está a fazer uma palestra onde fala das diferenças e semelhanças entre a ópera e o rap, achei deveras interessante. Por outro lado o que menos gostei em "Quartet" foi o final abrupto que teve, desiludiu-me não termos ouvido o quarteto a cantar na gala de beneficência para ajudar o Beecham House, o lar para músicos aposentados onde se desenrola a história.

Em "Quartet" Billy Connolly interpretou Wilf Bond, um dos personagens mais cómicos do filme ou mesmo o personagem cómico do filme. Gostei de ver o ator na pele deste idoso ainda com genica, sem dúvida um dos pontos fortes da película.

No elenco deste filme de 2012 contamos com Maggie Smith, Tom Courtenay, Billy Connolly, Pauline Collins, Michael Gambon, Andrew Sachs, Gwyneth Jones, Eline Powell, Luke Newberry, Michael Byrne e Sheridan Smith, entre muitos outros.

Estreado em Portugal a 30 maio, este filme mostra que a terceira idade é uma fase da vida onde podemos e devemos continuar a viver cada dia com um sorriso na cara, amizade e alegria.

"Quarteto" tem a sua realização a cargo do famoso ator Dustin Hoffman, já o seu argumento foi criado por Ronald Harwood.



4*

terça-feira, 25 de junho de 2013

Velocidade Furiosa 6



"Velocidade Furiosa 6" (título nacional) está excelente e consegui finalmente ir vê-lo ao cinema, sem dúvida um filme a rever. No meu ponto de vista está fantástico, oferecendo ao público efeitos especiais impressionantes.

A história de "Furious 6" (título original) conseguiu fazer ligação a todos os filmes do franchise, o que é esplêndido. O argumento está novamente a cargo de Chris Morgan que conseguiu com que este seja competente, a meu ver a capacidade que o argumentista teve em arquitetar a história foi brilhante.

Mais uma vez a cadeira de realizador está ocupada pelo excelente Justin Lin que em "Velocidade Furiosa 6" inova mostrando novos locais, tendo mais veículos e oferecendo muita adrenalina.

Ao cast antigo juntam-se caras novas e sotaque britânico, gostei. No elenco podemos contar então com Vin Diesel, Paul Walker, Dwayne Johnson, Jordana Brewster, Michelle Rodriguez, Tyrese Gibson, Sung Kang, Gal Gadot, Chris 'Ludacris' Bridges, Luke Evans, Elsa Pataky, Gina Carano, Clara Paget, Kim Kold, Johannes Taslim, Benjamin Davies, Matthew Stirling, David Ajala, Thure Lindhardt, Shea Whigham e John Ortiz, entre outros.

"Velocidade Furiosa 6", que em Portugal estreou a 23 de maio, oferece-nos belas paisagens europeias: Londres, Ilhas Canárias e Espanha, só é pena não haver cenas passadas no nosso país. Para além destas cidades o filme leva-nos de volta até Los Angeles e Tóquio.

Adorei os créditos iniciais que fazem jus a esta excelente saga, gostei muito da ideia. Nos créditos finais adorei o cameo de Jason Statham, o que nos mostra que haverá um sétimo filme (que já está confirmado para 2014).

"Furious 6" tem um dos melhores vilões do franchise, ou mesmo o melhor. Luke Evans está perfeito no papel de mau da fita, provando que é um ator competente.

Depois de "The Tall Man - O Homem das Sombras" este filme trouxe o melhor twist do ano, adorei esta reviravolta. Vibrei com a cena pois foi esplendorosa e sumptuosa, não há palavras para mais a não ser dizer que foi um momento de choque em "Furious 6".

Enquanto não estreia o próximo filme pode ler neste blog as análises a "Velocidade Furiosa", "Velocidade + Furiosa", "Velocidade Furiosa - Ligação Tóquio", "Velozes e Furiosos", "Los Bandoleros" (curta-metragem) e "Velocidade Furiosa 5".

Em resumo: "Velocidade Furiosa 6", filme de 2013, é um dos melhores filmes estreados este ano e puro entretenimento. Tem adrenalina, cenas cómicas, velocidade, momentos dramáticos e muita ação. Apesar de algumas sequências serem extremamente ficcionadas e quase impossíveis de se concretizar, aconselho vivamente que a vejam pois é cinco estrelas.


5*

sexta-feira, 21 de junho de 2013

Alice no País das Maravilhas (2010)



Gostei muito de "Alice no País das Maravilhas", que nos ofereceu uma boa história e efeitos visuais muito bem conseguidos. O filme é um pouco lunático, mas é essencial sê-lo. Dou ainda relevo aos personagens, ao guarda-roupa e ao argumento.

São três os pontos fortes que mais destaco em "Alice in Wonderland": O elenco principal, ser realizado pelo excelente Tim Burton e o entretenimento oferece ao espetador.

Mia Wasikowska, Johnny Depp, Helena Bonham Carter, Alan Rickman e Anne Hathaway para mim foram os atores que mais brilharam neste filme. "Alice no País das Maravilhas", filme de 2010, teve o seu argumento escrito por Linda Woolverton.

"Alice in Wonderland" é uma espécie de sequela de "Alice no País das Maravilhas", tendo algumas ligações entre ambos. A ideia agradou-me e isso fez com que o argumento estivesse muito bem feito e com nexo.

Em "Alice no País" podemos ainda contar com Barbara Windsor, Crispin Glover, Matt Lucas, Michael Sheen, Stephen Fry, Paul Whitehouse, Timothy Spall, Marton Csokas, Tim Pigott-Smith, Lindsay Duncan, Geraldine James, Leo Bill, Frances de la Tour, Mairi Ella Challen e Jemma Powell, entre outros.


4*

terça-feira, 18 de junho de 2013

Argo



"Argo" é um excelente filme baseado em factos verídicos com uma intensidade notável e prendeu-me até ao final, recomendo que o vejam. Muito bem conseguido no que toca à caracterização, a película merece ser vista e revista.

Ter sido baseado em factos verídicos cativou-me ainda mais, pois acho interessante este tipo de filmes. O uso de imagens reais está deveras bem colocado neste filme, pois dá-lhe maior realismo.

"Argo" tem vários pontos fortes desde a história ao elenco, passando pelo bom e realista argumento feito por Chris Terrio e pela tensão vivida pelos personagens principais do filme.

A história de "Argo" começa quando a 04 de novembro de 1979 a revolução iraniana atingiu a sua gota de água com a invasão da Embaixada dos Estados Unidos da América em Teerão, capital do Irão. O argumento do filme criado por Chris Terrio baseou-se no livro "The Master of Disguise" escrito por Tony Mendez (aqui interpretado por Ben Affleck) e no artigo "The Great Escape" composto por Joshuah Bearman na Wired.

A caracterização da época e dos personagens é outros dos pontos fortes desta película, notei isso no guarda-roupa utilizado e nos carros que entravam em cena.

O desenrolar da história é tenso, deixando o espetador com os nervos à flor da pele. Somos embebidos por "Argo", sem dúvida, um filme que me prendeu do início ao fim.

Os créditos finais demonstram ainda mais o realismo do filme com o uso de imagens verídicas e um discurso de Jimmy Carter, o 39º presidente dos EUA e o que estava no poder na época vivida em "Argo".

No elenco deste filme podemos contar com Ben Affleck ("Ligações Perigosas"), Bryan Cranston ("Breaking Bad - Ruptura Total" e "Contágio"), Alan Arkin ("Eduardo Mãos de Tesoura"), John Goodman ("Decisão de Risco"), Victor Garber, Tate Donovan, Clea DuVall ("American Horror Story"), Scoot McNairy ("Terra Prometida"), Page Leong, Rory Cochrane, Christopher Denham ("The Following"), Kerry Bishé, Kyle Chandler ("00:30 A Hora Negra" e "Super 8"), Chris Messina ("Celeste e Jesse Para Sempre", "Um Lugar para Viver", "Julie e Julia" e "O Demónio"), Keith Szarabajka ("O Cavaleiro das Trevas"), Omid Abtahi ("Segurança Nacional"), Nikka Far, Taylor Schilling ("Um Homem Com Sorte") e Sheila Vand, entre outros.

"Argo" venceu três Óscares: Melhor Filme, Melhor Argumento Adaptado e Melhor Montagem. O filme foi dirigido pelo incontornável Ben Affleck, que demonstrou ser um bom realizador.

Em resumo: "Argo", filme de 2012, é excelente e recomendo que o vejam. Intenso, brilhante e realista o filme é tudo isto e muito mais...



5*

segunda-feira, 10 de junho de 2013

Los Bandoleros



"Los Bandoleros" é uma excelente curta-metragem realizada por Vin Diesel no âmbito da estreia de "Velozes & Furiosos", aconselho-vos a ver pois está muito bem conseguida e serve como complemento ao quarto filme da saga.

O argumento deste filme de 2009 é deveras realista e foi criado por Vin Diesel, já T.J. Mancini é o co-argumentista desta película. Para além de ter muita ação "Los Bandoleros" deixa-nos uma importante mensagem sobre a falta de petróleo no mundo e o que a falta de gasolina pode provocar, como por exemplo o aumento dos preços dos alimentos básicos como o pão, o leite e o arroz.

No elenco de "Los Bandoleros" podemos contar com Vin Diesel, Michelle Rodriguez, Sung Kang, Tego Calderon, Don Omar, F. Valentino Morales, Adria Carrasco, Juan Fernández e Mirtha Michelle, entre outros.

Paul Walker e Jordana Brewster não entraram em "Los Bandoleros", apesar de estarem presentes no poster da curta-metragem. Vin Diesel mostra que, para além de ser um competente ator, é ainda bom realizador e argumentista.



5*

domingo, 9 de junho de 2013

Velozes e Furiosos



"Velozes e Furiosos" é o quarto filme do franchise e depois de três anos de pausa ofereceu-nos um regresso em grande, adorei. Uma excelente película repleta de ação, adrenalina e excelentes efeitos visuais.

"Fast & Furious" proporcionou novas acrobacias, mais carros e muita ação. A cena inicial, as sequências do deserto e a parte final do filme estão brutais pois emanam adrenalina e velocidade. Esta é uma saga a ver e rever, recomendo que a vejam.

Devido ao personagem Han interpretado por Sung Kang consegui aperceber-me que os acontecimentos de "Velozes e Furiosos" são antes de "Velocidade Furiosa - Ligação Tóquio", mas depois de "Velocidade Furiosa" e "Velocidade + Furiosa".

"Fast & Furious" marca o regresso da dupla Vin Diesel e Paul Walker, que têm nesta sequela uma química melhor do que tinham no primeiro filme. A juntar-se a estes competentes atores estão Jordana Brewster, Michelle Rodriguez e Sung Kang. No elenco contamos ainda com novas caras que é o caso de Gal Gadot, Don Omar, John Ortiz, Laz Alonso e Tego Calderon.

Uma das melhores coisas que nos é oferecida por "Velozes e Furiosos" é a beleza feminina que este emana, principalmente quando temos três belas atrizes no elenco: Jordana Brewster, Michelle Rodriguez e Gal Gadot.

Chris Morgan criou um argumento excelente, conseguindo interligar este filme com os restantes do franchise. A história super interessante e nada aborrecida, o que só facilita ao agrado dos espetadores onde me incluo. Justin Lin é um génio, conseguindo que "Fast & Furious" tenha uma vertiginosa e excelente realização, onde o uso dos efeitos especiais é perfeito.

No elenco de "Fast & Furious" podemos contar com Vin Diesel, Paul Walker, Jordana Brewster, Michelle Rodriguez, Sung Kang, Gal Gadot, Don Omar, John Ortiz, Laz Alonso, Tego Calderon, Jack Conley, Shea Whigham, Cesar Garcia, Neil Brown Jr., Greg Cipes, Mirtha Michelle e Liza Lapira, entre outros.

"Velozes e Furiosos" é filme estreado em 2009 com uma história excelente e repleto de ação que nos prende ao ecrã até que o filme acabe, aconselho a cem por cento.


5*

sexta-feira, 7 de junho de 2013

Velocidade Furiosa - Ligação Tóquio



Depois de "Velocidade Furiosa" e de "Velocidade + Furiosa" chega "Velocidade Furiosa - Ligação Tóquio" que no meu ponto de vista está excelente, tendo um argumento muito bem conseguido e muita ação.

A maioria do público que viu "The Fast and the Furious - Tokyo Drift" ou não gostou do argumento ou não gostou do elenco e isso tinha-me deixado reticente, contudo vi o filme e surpreendi-me. Eu gostei muito do filme, pois consegue estar ao nível dos dois primeiros deste franchise.

O argumento a história de "The Fast and the Furious - Tokyo Drift" são bem-sucedidos, tendo-me conseguido prender ao ecrã. A história deste filme consegue ser inovadora, mostrando-nos um novo prisma: O mundo dos drifts e derrapagens, para além do mundo das corridas de carros.

O ponto fraco de "Velocidade Furiosa - Ligação Tóquio" é a pouca ligação entre este e os seus antecessores, contudo isto é recompensado com um excelente cameo do excelente Vin Diesel.

"The Fast and the Furious - Tokyo Drift" tem vários pontos fortes, mas dou mais destaque às cenas de ação nomeadamente na montanha e no underground. Gostei muito das paisagens de Tóquio, da adrenalina que este filme nos oferece e sua banda sonora.

O elenco é bom, contudo uns brilham mais do que outros. Nathalie Kelley esteve excelente em "Velocidade Furiosa - Ligação Tóquio", também gostei dos desempenhos de Lucas Black, Brian Tee e Sung Kang. Por outro lado Bow Wow poderia ter uma melhor interpretação, tal como Keiko Kitagawa.

"The Fast and the Furious - Tokyo Drift" é o primeiro filme realizado por Justin Lin, que deu uma lufada de ar fresco à saga. Este filme de 2006 conta com o seu argumento a cargo de Chris Morgan, que também se estreou neste franchise. No elenco contamos com Lucas Black, Nathalie Kelley, Sung Kang, Brian Tee, Bow Wow, Keiko Kitagawa, Brian Goodman, Lynda Boyd, Leonardo Nam, Vin Diesel, Kaila Yu, Aiko Tanaka, Vincent Laresca, Atley Siauw, Sonny Chiba, Zachery Ty Bryan e Nikki Griffin, entre outros.

Em resumo: "Velocidade Furiosa - Ligação Tóquio" a meu ver é um filme excelente e não é mau como muita gente diz, aconselho. Agora é ver os próximos filmes e rever "Velocidade Furiosa 5", até à próxima análise.



5*

quarta-feira, 5 de junho de 2013

Velocidade + Furiosa



"Velocidade + Furiosa" é o segundo filme deste franchise e a meu ver está excelente, tendo uma boa história e muita ação. Gostei da maneira como fizeram a ligação entre o primeiro filme e este, pois a explicação dos acontecimentos foi bem dada e isso faz com que o argumento seja consistente.

"2 Fast 2 Furious" oferece-nos uma outra cidade, muita ação e um elenco competente. Novas caras aparecem neste filme, onde destaco a belíssima Eva Mendes, Tyrese, Chris 'Ludacris' Bridges e Cole Hauser.

Depois de "Velocidade Furiosa" a adrenalina continua com novas acrobacias, muitos carros e mais velocidade. Em "2 Fast 2 Furious" dou grande destaque à cena da ponte, devido a esta estar muito bem conseguida e por me dar a sensação de rapidez. Saliento também os momentos finais da película, adorei.

Tenho pena que Vin Diesel, Jordana Brewster e Michelle Rodriguez não participem em "Velocidade + Furiosa". Paul Walker brilha mais uma vez com um bom desempenho, gostei.

"2 Fast 2 Furious" conseguiu-me surpreender com os seus twists e com o seu lado imprevisível, amei que a história não fosse previsível e que me tenha deixado ficar surpreso.

"Velocidade + Furiosa" é um filme estreado em 2003 com realização de John Singleton e argumento a cargo de Michael Brandt e Derek Haas. No elenco pode-se contar com Paul Walker, Tyrese, Eva Mendes, Cole Hauser, Chris 'Ludacris' Bridges, Thom Barry, James Remar, Devon Aoki, Edward Finlay, Mark Boone Junior e Mo Gallini, entre outros.



5*

sábado, 1 de junho de 2013

Velocidade Furiosa



Eu gostei muito deste "Velocidade Furiosa" pois está repleto de ação, aventura e adrenalina. Este é o início de uma saga vertiginosa e conhecida por muitos, aconselho que o vejam.

Esta é a crítica número duzentos do meu blog e nada melhor para comemorar do que ter visto um excelente filme, com um bom elenco e boas cenas de ação. Muita gente acha o argumento fraco, contudo eu penso que este esteja bem conseguido e que nos mostra bem o mundo dos carros de corrida.

"The Fast and the Furious" é passado em Los Angeles e no seu elenco estão Vin Diesel, Paul Walker, Michelle Rodriguez, Jordana Brewster, Rick Yune, Chad Lindberg, Johnny Strong, Matt Schulze, Ja Rule, Thom Barry e Noel Gugliemi, entre outros.

Gostei muito do desempenho de Vin Diesel e Paul Walker tal como a química da dupla, ainda apreciei os momentos belas atrizes Michelle Rodriguez e Jordana Brewster em "Velocidade Furiosa".

As sequências que mais me fascinaram em "The Fast and the Furious" foram as das corridas e a do comboio, gostei ainda da cena inicial e dos momentos finais.

Recomendo a verem esta película até ao fim, pois os créditos finais têm uma surpresa. Em "The Fast and the Furious" dou ainda destaque à banda sonora que foi bem introduzida e à realização bem conseguida. Lembro-me de ter visto este filme pela primeira vez na televisão e de achar os efeitos especiais brutais, mas se o filme tivesse sido criado recentemente estes poderiam estar ainda melhores.

"Velocidade Furiosa", que estreou em 2001, teve a sua realização a cargo de Rob Cohen. Já o argumento deste excelente filme foi criado por Gary Scott Thompson, Erik Bergquist, David Ayer e Ken Li.



5*