sexta-feira, 27 de março de 2015

A Dois Passos do Estrelato



"A Dois Passos do Estrelato" (título nacional) foi uma agradável surpresa e gostei bastante de ver este excelente documentário, recomendo que o vejam vivamente pois é brilhante e cheio de vida.

"Twenty Feet from Stardom" (título original) é um dos meus documentários favoritos e fala de um tema bastante interessante, adorei. Este é um filme cheio de música e garra, enfim é vivaz.

"A Dois Passos do Estrelato" leva-nos numa agradável viagem pelo mundo dos backing vocals e mostra-nos a garra e talento que muitos têm, contudo este filme demonstra que nem sempre é fácil passar dos fundos para a linha da frente.

"Twenty Feet from Stardom" venceu no ano de 2014 o Oscar de Melhor Documentário e esse prémio foi merecido, pois no meu ponto de vista é uma obra-prima. Eu já conhecia o talento de algumas das backing vocals presentes neste belo filme, principalmente o da magnífica e fantástica Darlene Love que acho deveras talentosa e possuidora de uma grande voz.

"Twenty Feet from Stardom" é um documentário de 2013 com realização e argumento de Morgan Neville que fez um excelente trabalho, portanto recomendo que vejam este filme e que tal como eu vibrem com ele.

Em "A Dois Passos do Estrelato" contamos com a presença de Darlene Love, Merry Clayton, Lisa Fischer, Claudia Lennear, Judith Hill, Táta Vega, Bruce Springsteen, Cindy Mizelle, Mick Jagger, Sting, Nia Peeples, David Bowie, Dr. Mabel John, Fanita James, Chris Botti, Stevvi Alexander, Lou Adler, Bette Midler e Stevie Wonder, entre outros.



5*

domingo, 22 de março de 2015

Selma: A Marcha da Liberdade



"Selma: A Marcha da Liberdade" (título nacional) é um filme demasiado longo, fazendo que se torne algo enfadonho e aborrecido. O filme é bom, é interessante e tem um bom elenco.

Mas "Selma" (título original) torna-se algo cansativo de ver devido a ser enorme, contudo recomendo que o vejam. Este filme estreado em Portugal a 05 de fevereiro de 2015 usa algumas imagens reais, dando-lhe realismo e isso é uma mais-valia.

Nos desempenhos destaco as belíssimas interpretações feitas por David Oyelowo e Tom Wilkinson, já Carmen Ejogo ficou aquém das expectativas. "Selma" (filme de 2014) foi realizado por Ava DuVernay, já o seu argumento esteve a cargo de Paul Webb.

Em "Selma: A Marcha da Liberdade" podemos contar com David Oyelowo, Carmen Ejogo, Jim France, Oprah Winfrey, Tom Wilkinson, Giovanni Ribisi, André Holland, Ruben Santiago-Hudson, Tessa Thompson, Common, Lorraine Toussaint, Dylan Baker, Ledisi Young, Kent Faulcon, Wendell Pierce, Stephan James, John Lavelle, Trai Byers, Keith Stanfield, Henry G. Sanders, Charity Jordan, Tim Roth, Cuba Gooding Jr., Merriwether Stormy, Alessandro Nivola, Nigel Thatch e David Dwyer, entre outros.



3*

sábado, 14 de março de 2015

Whiplash - Nos Limites



"Whiplash - Nos Limites", título nacional, é um filme que me agradou bastante e recomendo que o vejam. Em suma a realização, o argumento e o elenco desta película cativaram-me.

"Whiplash", título original, foi nomeado a cinco Oscars e venceu três. J.K. Simmons esteve bastante bem no papel e mereceu ter vencido o Oscar de Melhor Ator Secundário, contudo Miles Teller deveria ter sido nomeado.

O final de "Whiplash" foi algo abrupto, mas percebo a intenção mas gostaria de ver a reação do público à prestação da banda. Este filme, estreado em Portugal a 29 de janeiro de 2015, oferece-nos também uma bela banda sonora.

"Whiplash - Nos Limites" demonstra que para sermos os melhores em algo que amamos temos de nos esforçar, temos de nos pressionar e temos de ir ao limite. Fletcher é o personagem que leva Andrew para além dos limites, o que é bem representado no filme.

"Whiplash", película de 2014, conta com o seu argumento e a sua bela realização a cargo de Damien Chazelle. Miles Teller e J.K. Simmons têm uma poderosa química, o que faz com que este filme tenha uma elevada qualidade.

No belíssimo filme "Whiplash - Nos Limites" podemos contar com Miles Teller, J.K. Simmons, Paul Reiser, Melissa Benoist, Austin Stowell, April Grace e Nate Lang, entre muitos outros.



4*

sábado, 7 de março de 2015

Oculus: O Espelho do Demónio



"Oculus: O Espelho do Demónio" (título nacional) prima pelo seu terror psicológico e pelo seu suspense, contudo não deixa de ser apenas um bom filme.

"Oculus" (título original) pode ser algo confuso, mas os constantes flashbacks que tem guiam-nos pela sua assustadora história.

Depois de ver "Oculus" fiquei a pensar um pouco sobre os acontecimentos do filme o que, a meu ver, é uma das boas coisas deste filme de terror.

"Oculus: O Espelho do Demónio" tem alguns sustos, mas são os seus momentos silenciosos e de suspense que nos colocam os nervos em franja.

"Oculus" (filme de 2013) conta com realização de Mike Flanagan, já o seu argumento está a cargo do próprio realizador e de Jeff Howard.

Em "Oculus: O Espelho do Demónio" podemos contar com Karen Gillan, Brenton Thwaites, Katee Sackhoff, Rory Cochrane, Annalise Basso, Garrett Ryan e James Lafferty, entre outros.



3*