segunda-feira, 31 de agosto de 2015

Cake: Um Sopro de Vida



"Cake: Um Sopro de Vida" (título nacional) é um filme com uma história interessante, mas não me cativou tanto quanto pensei que fosse fazer. É demasiado lento, demasiado monótono e demasiado grande.

"Cake" (título original) é um filme de drama, mas por vezes o seu tom é demasiado dramático. Jennifer Aniston teve um grande desempenho, mas Adriana Barraza não esteve nada mal também e foram os seus desempenhos que me interessaram nesta película monótona.

A personagem de Anna Kendrick foi importante no desenrolar de "Cake: Um Sopro de Vida", mas algumas das suas cenas eram demasiado forçadas. Este filme, estreado em Portugal a 19 de março de 2015, fala-nos de temas bastante importantes e isso também é bom.

Contudo "Cake" sofre por ter deixado bastantes pontas soltas, algumas cenas por dizer e arestas por limar. A sequência da viagem ao México foi a minha preferida e a química entre Jennifer Aniston e Adriana Barraza era bastante visível, portanto recomendo que façam um visionamento deste filme.

"Cake", filme de 2014, foi realizado por Daniel Barnz e contou com argumento de Patrick Tobin. A cena final deixou a desejar, porque tal como referi houve coisas por resolver nesta película. Por fim, gostei de saber o significa do título do filme durante o desenrolar do seu enredo.

Em "Cake: Um Sopro de Vida" contamos com Jennifer Aniston, Adriana Barraza, Anna Kendrick, Sam Worthington, Mamie Gummer, Felicity Huffman, William H. Macy, Andrew Elvis Miller, Evan O'Toole, Chris Messina, Lucy Punch, Britt Robertson e Manuel Garcia-Rulfo, entre outros.



3*

sexta-feira, 28 de agosto de 2015

O Efeito Lazarus



"O Efeito Lazarus" (título nacional) é daqueles filmes de terror que quase não existe terror, o suspense também é quase inexistente. A premissa é interessante, mas a história foi mal aproveitada.

"The Lazarus Effect" (título original) ofereceu um twist interessante e que me surpreendeu, mas isso não salvou o filme de ser apenas razoável. Este filme estreou em Portugal a 12 de março de 2015 e mostrou que é perigoso brincar com os mortos e pior ainda é quando os queremos fazer regressar ao mundo dos vivos, dá mau resultado.

"The Lazarus Effect", realizado por David Gelb, teve algumas pontas soltas. O argumento, com algumas falhas e clichés, foi criado por Luke Dawson e Jeremy Slater. A cena final da película dá a entender que haverá sequela, mas penso que é melhor ficarmos por aqui.

No filme "O Efeito Lazarus" podemos contar no elenco com Mark Duplass, Olivia Wilde, Sarah Bolger, Evan Peters, Emily Kelavos, Ray Wise, Amy Aquino e Donald Glover, entre outros.



2*

quinta-feira, 27 de agosto de 2015

Um Vizinho Insuspeito



Ouvi dizer mal de "Um Vizinho Insuspeito" (título nacional) e fui espreitar o filme, confesso que me surpreendeu pela positiva. O filme é excelente e tão intenso, recomendo vivamente que o vejam.

"The Boy Next Door" (título original) estreou em Portugal a 05 de março de 2015 e na altura não o fui ver ao cinema, mas não foi tarde para ver este thriller que me deixou a pensar. Tem sequências de tirar o fôlego, adorei.

Ryan Guzman teve um excelente desempenho como Noah Sandborn em "Um Vizinho Insuspeito", provando que é um promissor ator. O filme mistura bastante bem suspense, sensualidade e algum medo.

"The Boy Next Door" é um filme intenso e deixou-me com os nervos à flor da pele, certamente que o irei rever. É sempre bom ver a sensual Jennifer Lopez no grande ecrã, portanto gostei deste seu regresso ao cinema.

Este filme de 2015 foi realizado por Rob Cohen, já o seu argumento esteve a cargo da estreante Barbara Curry. "The Boy Next Door" tem um excelente enredo e uma história bastante boa, mas tem algumas arestas por limar.

Em "Um Vizinho Insuspeito" podemos contar com Jennifer Lopez, Ryan Guzman, Ian Nelson, John Corbett, Kristin Chenoweth, Lexi Atkins, Hill Harper, Jack Wallace, Adam Hicks, François Chau e Bailey Chase, entre outros.



5*

quarta-feira, 26 de agosto de 2015

Flipper



"Flipper" (título nacional e original) é um filme bastante engraçado, com uma história muitíssimo boa e com cheirinho a verão. Eu gostei da química divertida entre Porter (Paul Hogan) e Sandy (Elijah Wood), também tendo gostado da química mais emocional entre Sandy e o golfinho Flipper.

"Flipper" tem um argumento bem preparado e ofereceu-nos um enredo interessante, é um filme a rever. Eu adoro golfinhos, sendo que em algumas partes o filme fez-me lembrar Troia por causa disso.

"Flipper", filme de 1996, escrito e realizado por Alan Shapiro deu-me vontade de nadar com golfinhos pois estes animais são adoráveis. Adorei a banda sonora deste filme que para quem não sabe é baseado numa série de TV, que um dia talvez veja.

No filme "Flipper" podemos contar com Elijah Wood, Paul Hogan, Chelsea Field, Jason Fuchs, Jessica Wesson, Isaac Hayes, Mary Jo Faraci, Jonathan Banks, entre muitos outros.



4*

terça-feira, 25 de agosto de 2015

Ruídos do Além



"Ruídos do Além", título nacional, é um filme mal construído contudo a história é interessante. Os vilões do filme são tão mal construídos que nem me cativaram, por outro lado os protagonistas do filme estavam razoavelmente construídos.

"White Noise", título original, tem pouco suspense e terror. Sendo que o argumento não foi dos melhores e isso fez com que o filme fosse apenas razoável, acredito que poderia ter sido bem melhor.

Eu penso que a temática dos electronic voice phenomena (EVP) deveria ter sido melhor aprofundada em "White Noise", facto é que os extras do DVD conseguiram ser mais explícitos do que o filme em si. Este filme de 2005 foi realizado por Geoffrey Sax, já o seu argumento esteve a cargo de Niall Johnson.

Em "Ruídos do Além" podemos contar com Michael Keaton, Chandra West, Deborah Kara Unger, Ian McNeice, Sarah Strange, Mitchell Kosterman, Nicholas Elia, Mike Dopud, Keegan Connor Tracy, Miranda Frigon e Aaron Douglas, entre outros.



2*

quinta-feira, 13 de agosto de 2015

Atividade Paranormal - Os Escolhidos



Finalmente vi "Atividade Paranormal - Os Escolhidos" (título nacional) e adorei, recomendo a 100% que vejam. Com muito terror, vários momentos com alguma descontração e uma história interessante este filme cativou-me.

"Paranormal Activity: The Marked Ones" (título original) deu-nos uma visão e locais diferentes dos outros filmes da saga, o que foi uma mais-valia. Tenho muita pena que não tivesse estreado em Portugal, mas espero que o próximo filme já chegue aos cinemas nacionais.

Eu pessoalmente adorei a ideia de se terem desviado um pouco da história dos outros filmes, recomendo que vejam este filme repleto de suspense e excelentes momentos de terror que me fizeram saltar da cadeira. Para além desta crítica convido os seguidores do blog a lerem as análies a "Actividade Paranormal", "Actividade Paranormal 2", "Actividade Paranormal 3" e "Atividade Paranormal 4".

E achei muitíssimo importante que tenham mencionado os outros filmes mesmo fugindo um pouco à sua história e aos seus acontecimentos, a cena final deste filme gravado em 2013 em que a Katie faz um cameo demonstra isso e é arrepiante.

"Paranormal Activity: The Marked Ones", filme estreado em janeiro de 2014 nos EUA, foi realizado e argumentado por Christopher Landon. Mais uma vez recomendo este filme que me deixou os nervos em franja devido ao seu soberbo nível de suspense, vejam.

Em "Atividade Paranormal - Os Escolhidos" podemos contar com Andrew Jacobs, Jorge Diaz, Gabrielle Walsh, Renee Victor, Carlos Romeo Arana Figuera, Noemi Gonzalez, David Saucedo, Gloria Sandoval, Richard Cabral, Carlos Pratts, Juan Vasquez, Katie Featherston, Catherine Toribio, Gigi Feshold e Micah Sloat, entre outros.


5*

domingo, 9 de agosto de 2015

Homem-Formiga



Para além de ser da Marvel, pouco ou nada conhecia acerca do herói do filme "Homem-Formiga" (título nacional) e conquistou-me. Adorei esta película e o seu pequeno grande herói, recomendo que vejam esta fantástica obra-prima.

Adorei a história, os efeitos visuais e os personagens de "Ant-Man" (título original). As cenas vividas ao tamanho do herói deste filme ficaram perfeitas, sendo os seus efeitos visuais um grandioso trunfo.

Este foi o primeiro filme que vi em agosto e como me ofereceram um bilhete para ir ao cinema aproveitei e fui vê-lo, só tenho é pena que no cinema onde fui já não houvesse sessão 3D pois queria tê-lo visto nesse formato.

Confesso que tive um bocado de inveja do herói deste filme e das suas habilidades para encolher, principalmente na cena do quarto da rapariga. Quando era puto sempre me imaginei a encolher e a brincar ao nível dos meus brinquedos, dentro das minhas construções em Lego ou apenas ao tamanho dos móveis e dos brinquedos que tinha.

"Ant-Man" estreou em Portugal a 16 de julho de 2015 e gostei bastante dele, talvez um pouco mais do que gostei do filme "Vingadores: A Era de Ultron" que também estreou este ano.

Muitas pessoas me disseram que o personagem Luis de "Homem-Formiga" era um pouco parecido comigo e confirmo, talvez o tenha adorado por isso mesmo. Achei também magistral o cameo onde o Falcon entrou, toda esta sequência deixa um geek em êxtase.

Para além de Scott Lang, o personagem central de "Homem-Formiga" gostei bastante dos personagens Dr. Hank Pym e Hope van Dyne. Mas o vilão Darren Cross aka Yellowjacket deveria ter sido mais aprofundado e talvez um pouco melhor construído, contudo foi um personagem algo importante para os desenvolvimentos da história.

Com um enredo e um argumento bem elaborado, "Ant-Man" é dos melhores filmes do ano. Para além do habitual cameo de Stan Lee, este filme tem também as habituais cenas depois dos créditos finais.

Este fantástico "Ant-Man", filme de 2015, foi realizado por Peyton Reed. Já o seu argumento esteve a cargo de Edgar Wright, Joe Cornish, Adam McKay e Paul Rudd. Recomendo a 100% que vejam este filme, pois é magnífico.

Em "Homem-Formiga" podemos contar com Paul Rudd, Michael Douglas, Evangeline Lilly, Corey Stoll, Bobby Cannavale, Anthony Mackie, Judy Greer, Abby Ryder Fortson, Michael Peña, David Dastmalchian, T.I., Hayley Atwell, Wood Harris, John Slattery, Martin Donovan, Hayley Lovitt, Dax Griffin, Chris Evans e Stan Lee, entre ourtros.



5*

quinta-feira, 6 de agosto de 2015

O Agente Disfarçado



Já tinha visto o filme "O Agente Disfarçado" (título nacional) há uns bons anos atrás e revi-o agora há uns dias, recomendo pois é bastante divertido apesar de ter alguns clichés.

"Big Momma's House" (título original) para além de ser comédia pura, este filme tem um cheirinho a comédia romântica e isso poderia ter estragado a história mas não o fez e até tornou o argumento mais coerente.

"Big Momma's House" é bastante divertido, tal como o seu enredo e recomendo que o vejam ou revejam. Este filme de 2000 contou com realização de Raja Gosnell, já o seu argumento esteve a cargo de Darryl Quarles e Don Rhymer.

Em "O Agente Disfarçado" podemos contar com Martin Lawrence, Nia Long, Paul Giamatti, Jascha Washington, Starletta DuPois, Edwin Hodge, Terrence Dashon Howard, Anthony Anderson, Ella Mitchell, Carl Wright, Octavia L. Spencer, Tichina Arnold e Cedric the Entertainer, entre outros.



4*

sábado, 1 de agosto de 2015

Cidades de Papel



"Cidades de Papel" (título nacional) é um filme excelente, com uma história que eu adoro e que em parte me identifico. É para ver e rever, recomendo vivamente pois é obrigatório.

"Paper Towns" (título original) é diferente do livro, que também é excelente. Encaro cada um como uma obra-prima diferente, ambos deixaram-me com um sorriso na cara e aconselho.

O filme é bastante diferente do livro e inverte um pouco a história cronologicamente, mas a essência está lá. Fui ver o "Cidades de Papel" no seu visionamento de imprensa e para não me atrasar fiz direta, tal não era a minha ansiedade para assistir ao filme e não me arrependo.

Estreado em Portugal a 23 de julho de 2015, este filme é brilhante e aconselho que o vejam. Contudo "A Culpa é das Estrelas", um filme também excelente e igualmente baseado num livro de John Green, consegue ser melhor do que "Paper Towns".

O filme "Cidades de Papel" tem uma história mais rápida, ao contrário do livro que é bastante mais aprofundado. Mas achei brilhante terem aprofundado no filme uma personagem que no livro não foi tão aprofundada, a Angela.

Angela era uma das minhas personagens do livro e terem-na aprofundado no filme foi uma mais-valia, algo que raramente acontece em adaptações de obras literárias. Isto a meu ver foi um trunfo que "Paper Towns", filme de 2015, aproveitou bem.

Por outro lado, no livro a personagem Becca teve mais destaque e no livro teve um bocadinho menos de destaque. E isso para mim foi excelente, pois odiava esta personagem.

Mas não gostei que no filme a sequência no Sea World tivesse sido apenas mencionada, pois no livro foi uma das minhas partes favoritas. Contudo ter visto o livro e o filme como obras distintas só me ajudou, pois adoro ambos.

"The Fault in Our Stars" é mais fiel ao livro e adorei o cameo que Ansel Elgort fez em "Paper Towns", simplesmente brilhante e algo hilariante. Sem dúvida que esta é uma fita a rever, já estou a contar os dias para sair em DVD.

Identifico-me bastante com os personagens principais de "Cidades de Papel", Quentin e Margo. Muitas vezes sou cuidadoso, meticuloso e tímido como o Quentin. E por vezes sou aventureiro, ou tento ser, como a Margo o é.

Ben é outro personagem que adoro e é tal e qual como o imaginei ao ler o livro, certamente um dos personagens de "Cidades de Papel" mais fiel à obra literária. E a casa de Radar também é como a imaginei, tendo sido uma das cenas mais divertidas do filme.

"Paper Towns" tem também uma banda sonora forte, muitas das músicas encaixaram excelentemente nas cenas. Quanto ao filme adorei ter-se focado mais na amizade no que na história romântica, outra mais-valia que refiro.

Gostei da química entre Cara Delevingne e Nat Wolff e do trabalho prestado por ambos no desempenho dos seus personagens, têm futuro na representação. Apesar de no livro Margo ser mais bitch do que no filme, a essência e as citações da personagem estão bastante vincadas. "Paper Towns" foi realizado por Jake Schreier, já o seu argumento esteve a cargo de Scott Neustadter e Michael H. Weber.

Em "Cidades de Papel" podemos contar com Nat Wolff, Cara Delevingne, Austin Abrams, Justice Smith, Halston Sage, Jaz Sinclair, Cara Buono, Josiah Cerio, Hannah Alligood, Ryan Boz, Meg Crosbie, Griffin Freeman, Caitlin Carver, RJ Shearer, Susan Macke Miller, Stevie Ray Dallimore, Jim R. Coleman, Ansel Elgort e Tom Hillmann, entre outros.



5*